sexta-feira, 9 de abril de 2010

Mas, "Eu sou brasileiro, e não desisto nunca!!"

O Progresso...

É isso que aí que gente vê nas TVs, nos jornais, em revistas, a série de discursos, infinitas matérias, milhões de propagandas políticas, relatando o tal progresso do Brasil, na produção de petróleo, c/ a exportação de café, de carnes, enfim, coisas que rendem muita, muita grana...

Mas espera aí, eis que me deparo com uma questão, cadê o progresso na questão do deficiente? Como é que eles vivem, estão sendo amparados? E a população, quantos são?

É fato que o nosso Presidente criou várias leis que beneficiam o deficiente, afinal, nada mais justo né? Leiam isto...

“Mais de 24 milhões de brasileiros possuem algum tipo de deficiência. Cerca de 16,5 milhões possuem deficiência visual, 8 milhões possuem deficiências de locomoção, 5,5 milhões possuem deficiência auditiva, e quase 3 milhões possuem alguma deficiência mental. Freqüentemente é dito pelos meios de comunicação que há grande carência de obras adaptadas ao deficiente no Brasil e nenhuma campanha específica nacional para resolver o problema”. (Fonte: Wikipedia)

Não é nada legal isso. Vemos escancaradamente o grande crescimento da população de pessoas com deficiência no Brasil, a maioria por causa de “acidentes” e, mesmo assim, não há na mídia, campanhas contra acidentes de trânsito ou programas de incentivo à educação no trânsito. Também não há campanhas relacionadas à prevenção de acidentes em diversos outros setores, no trabalho, no lazer, etc, mas para fazer propaganda do tal progresso, gastam muito...

Infelizmente, com tudo isso, e também com essa falta de ação na questão “preventiva de acidentes”, esse numero há de aumentar a cada ano. É o que queremos? Uma população ainda maior de deficientes? Isso é inevitável. Então, vamos somar nossos lucros com petróleo, com nossa agropecuária, nossos minerais, nosso desenvolvimento financeiro. Certo? Errado...

“Freqüentemente, é dito pelos meios de comunicação que há grande carência de obras adaptadas ao deficiente no Brasil e nenhuma campanha específica nacional para resolver o problema”. (Fonte: Wikipedia)

Segue uma frase interessante...

"Me considero um portador de deficiência", diz Lula sobre dedo amputado

Link Folha Online: http://www1.folha.uol.com.br/folha/videocasts/ult10038u712013.shtml

Bom, se o presidente, vosso excelentíssimo, se sente um “Portador de deficiência” porque não agiu e fez alguma coisa nesse sentido? Analisando tudo isso, não vejo muito progresso nessa área. Será? Com todo esse poder, só falar e não agir, isso sim me desanima demais. Aí sim, nesse assunto, me vejo um coitadinho, desamparado “pelo governo”.

Nosso presidente disse se considerar um deficiente físico, mas ainda que ele viva em um país imperado por um preconceito pré-histórico, não fez nada que pudesse melhorar a situação de exclusão que todas as pessoas com deficiência vivem.

Acho muito digno a gente saber que estamos nos desenvolvendo e nos destacando em diversas áreas comerciais e industriais, excelentíssimo. Enfim que estamos “progredindo”, mas que tal o Governo parar só um pouco de mostrar o que vem dando certo pra olhar pro que está “cambando”?

É muito injusto isso. Tem aquela velha frase que diz: “a gente só se dá conta, quando acontece com a gente”. Estou sendo muito bruto? Mas é a realidade. Será que é preciso um parente, um amigo, alguém bem próximo de alguns desses políticos vierem a se acidentar para que eles se dêem conta do quanto de acidentes podem ser evitados com simples campanhas educativas? Ou mesmo fazendo alguma atividade e vier a ter seqüelas? Assim como você Presidente? Pode acontecer? podeee!

Mas, acho difícil, afinal os mais próximos de voce, seus parceiros políticos, e os familiares deles, os amigos deles, estão lá engravatados, com aquele rabinho preso dentro da “Big Mansion”, no Congresso, tomando cafezinhos, c/ ar condicionado, paparicado por “nossos empregados” ajudando a torrar nosso dinheiro, enfim, o mínimo que pode acontecer, é o teto do Congresso desabar, mas isso sim é difícil né?:P

Então, queremos que o Brasil cresça, seja forte e autossustentável, temos condições pra isso, só precisa mudar essa política que só quer passar imagem de que está tudo “bonzinho”, só arrecadar mais e mais com a sua máquina descontrolada de arrecadação de impostos, e em troca, abandona a questão do deficiente na sociedade. Fora isso existem muitas outras questões que também estão ao “Deus dará”.

Quando a gente quer alguma coisa, é preciso um movimento aqui, outro ali, pra que uma lei ou outra seja aprovada, mas, a real é que as pessoas com deficiência no Brasil, estão cambando pra conseguir viver. A gente grita, grita e ninguém atende, então, um brinde ao petróleo, um brinde ao progresso, mas vem cá...

Se você Excelentíssimo "presidente" se sentiu como tal “uma Pessoa com deficiência”, e não olhou melhor pra esse lado, meu Deus, quem vai fazer?



video